quinta-feira, 28 de setembro de 2017

como perder peso

Endocrinopatias

As doenças de origem hormonal são causas raras da obesidade
(inferior a 10% dos casos). Algumas delas são: síndrome
hipotalâmica, síndrome de cushing, hipotireoidismo, síndrome dos
ovários policísticos, pseudo-hipoparatireoidismo, hipogonadismo,
deficiência de hormônios do crescimento, insulinoma e
hiperinsulinismo.

Baixa atividade física
O exercício físico contribui com 8 a 20% do gasto diário total de
energia. Além disso, pode modular o apetite, pois ajuda a regular os
mecanismos cerebrais que controlam a ingestão de alimentos. Também
proporciona um aumento da massa corporal magra (músculos)
e provoca alterações enzimáticas que facilitam a queima de gordura
nos tecidos, o que torna o indivíduo ativo mais propenso a perder
peso e a mantê-lo reduzido.
como emagrecer
como perder barriga Pessoas sedentárias apresentam um gasto calórico reduzido e podem
ter mais dificuldade de queimar a gordura e mais facilidade
para armazená-la.

emagrecer

Nas últimas décadas, o brasileiro, de um modo geral, trocou atividades
como esportes e caminhadas pela televisão, considerada a principal
opção de lazer das diferentes camadas da população. A modernização
dos processos produtivos também foi responsável pela
redução da atividade física. A forma de trabalhar e de viver de grande
parte dos brasileiros requer cada vez menos de energia.

Alimentação
mamãe sarada comprar
como emagrecer
Como já vimos, a obesidade apresenta várias causas, mas talvez a
mais simples de ser compreendida e também a mais divulgada (mas
nem por isso a mais comum) seja um maior consumo de alimentos
(calorias) em relação a um menor gasto de energia. É preciso deixar
claro que nem sempre os gordos apresentam excesso de peso só
porque comem muito, pois existem outros motivos para o ganho de
peso. No entanto, é bem verdade que, em muitos casos, os exageros
na alimentação são os responsáveis pelos quilos a mais.
Maus hábitos alimentares também ajudam a engordar, tais como:
n Não ter horários fixos para comer, ou seja, “beliscar” a toda hora.
A pessoa perde o controle da quantidade que comeu e acaba
comendo muito, sem nem perceber.

n Exagerar no consumo de alimentos gordurosos, como frituras,
manteigas, óleos, doces cremosos, chocolates etc.
n Fazer “dietas da moda”, responsáveis pelo efeito ioiô, isto é, o
“emagrece-e-engorda” dos que fazem esses tipos de dieta (veja
mais detalhes no item dietas da moda).
n Ficar longos períodos em jejum. A fome e o apetite aumentam
e a pessoa acaba comendo mais.
n Fazer poucas refeições durante o dia e em grandes volumes. O
volume do estômago pode aumentar e também a quantidade
de alimentos que a pessoa consegue comer.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Atividade sexual

Atividade sexual

Mas será que essa imagem, vendida em nosso país e no mundo, corresponde à realidade? As
mulheres brasileiras, principalmente as jovens, são tão liberais sexualmente e “fogosas”, quanto o
que é dito e vendido? Estarão elas satisfeitas sexualmente, bem como totalmente conscientes de seu
corpo e seus desejos sexuais? Sabe-se que a cada dia os adolescentes iniciam as atividades sexuais
mais precocemente e que houve uma evolução da “liberdade sexual”, nos últimos anos, bastante
intensa em comparação com os anos anteriores, principalmente para as mulheres (Heilborn, 2006).
Em contrapartida, um estudo realizado com 1.474 mulheres com idade média entre 26 e
40 anos apontou como principais disfunções sexuais femininas, a falta de desejo sexual (34,6%) e
a ausência de orgasmo (29,3%). O mesmo estudo apontou que as mulheres com idade até 25 anos
apresentaram diminuição do desejo sexual em 23,4% e que essa porcentagem só aumenta com o de125
Início da Atividade Sexual de Mulheres Jovens: Questionando sua Satisfação e Preferências
correr do tempo. Quanto maior a idade da mulher, menor o desejo sexual, a excitação e o orgasmo,
consequentemente, menor é sua satisfação sexual (Abdo, Oliveira, Moreira & Fittipaldi, 2002).
Os adolescentes têm curiosidade e anseiam por saber mais sobre sexo. Uma pesquisa realizada por
Mantovani, Tres, Silva e Moura (2014) apontou que os adolescentes se interessavam mais por questões
relacionadas a “comportamento sexual”, “DSTs”, “masturbação”, “aborto”, “sexo anal” e “contracepção”.
Apesar de vivermos em uma sociedade moderna, em que há uma supervalorização do sexo e na qual os
adolescentes se sentem cada vez mais pressionados para o ato sexual precocemente, não há preocupações
com o prazer na relação sexual, nem com uma sexualidade saudável e consciente, principalmente
para as mulheres, por vivermos em um país culturalmente machista. Com o objetivo de tentar obter respostas
para algumas dessas questões, foi realizada esta pesquisa, com foco nas mulheres jovens.
OBJETIVO
Identificar o início da atividade sexual, a satisfação e as preferências sexuais de mulheres jovens
da cidade de São Paulo.
MÉTODO
onde comprar bomba peniana
masturbador masculino
masturbador homem
vibrador para mulher Amostra
Foi desenvolvido um estudo de campo do tipo descritivo de natureza quali-quantitativa, entre
alunas e funcionárias de duas universidades particulares, da zona sul da cidade de São Paulo, constituindo
uma amostra probabilística intencional. A amostra do estudo foi composta por 60 mulheres
sexualmente ativas, com idade de 18 a 21 anos, cujas características são descritas na Tabela 1.
Tabela 1. Caracterização da amostra por idade, renda familiar e grau de escolaridade

CRISTIANI KOBAYASHI E ANDRÉIA SILVA REIS

Na amostra 66,6% das entrevistadas tinha idade entre 20 e 21 anos, a maior parte (53,3%) tinha
uma renda familiar entre dois e quatro salários mínimos e, quanto à escolaridade, 73,3% com ensino
superior incompleto.
Instrumento
Os dados foram coletados por meio de um questionário estruturado com questões abertas e
fechadas, criado para esta pesquisa.
Procedimento
A pesquisa foi submetida ao Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade
Paulista sob o número 97.418 de aprovação. Foi utilizado o programa STATA versão 13.1 para a análise
dos dados quantitativos e a técnica de análise de conteúdo de Bardin para os dados qualitativos.
Nos resultados serão usados nomes fictícios a fim de preservar a identidade das entrevistadas.
RESULTADOS E DISCUSSÃO
Foi questionada qual a idade de ocorrência da primeira relação sexual. Para esta questão, foi
usado como critério para a relação sexual, a penetração vaginal, sendo considerada, além da penetração
peniana, a utilização de dedos ou outros objetos, assim expostos pelas jovens no momento da
coleta de dados. A idade da primeira relação e a frequência das relações são apresentadas na Tabela 2.

como perder peso

Endocrinopatias As doenças de origem hormonal são causas raras da obesidade (inferior a 10% dos casos). Algumas delas são: síndrome hipo...